O ano já está acabando! Por isso, é hora de descobrir os principais projetos de arquitetura de 2017. Muito se produziu na área este ano, apesar da recessão econômica pela qual o mundo todo passa. Além disso, os concursos e premiações de arquitetura continuam em alta, destacando e pontuando escritórios e profissionais de todo o mundo.

A arquitetura tem se tornado foco frequente de reportagens e entrevistas principalmente porque as pessoas têm refletido sobre a importância do trabalho do arquiteto para a sociedade. A profissão, que nem sempre é valorizada como deveria, tem sido foco de intensos debates, principalmente no que diz respeito ao seu papel no atual contexto em que vivemos.

Os arquitetos exercem papel fundamental na criação de espaços construídos não só com beleza e conforto, mas também sustentabilidade, acessibilidade, segurança e economia. A arquitetura nos serve em todas as etapas da vida, tendo em vista que circulamos pelos mais diferentes espaços devido ao trabalho destes profissionais.

Os arquitetos têm papeis importantes na vida de indivíduos de todas as classes sociais através do desenvolvimento de aparatos urbanos que possibilitem que as mais diferentes pessoas possam circular por toda a cidade e acessar os mais diversos espaços, o que leva a um desenvolvimento social e econômico ainda mais intenso.

Conheça, então, alguns dos principais projetos de arquitetura de 2017:

1. Zeitz Museum of Contemporary Art Africa, África do Sul, por Heatherwick Studio

Destaques arquitetura

Fonte: Heatherwick Studio.

O Heatherwick Studio, de Londres, está criando um museu de arte africana contemporânea na Cidade do Cabo, utilizando como base um silo de grão histórico que contém 42 tubos verticais de concreto. O museu terá ao menos 80 galerias que farão parte do complexo V&A Waterfront.

Ao contrário de muitas conversões de edifícios históricos que têm grandes espaços prontos para receberem um retrofit, este edifício não tem nenhum. O projeto busca se aproveitar da estrutura já existente para celebrar o próprio silo como um personagem. As camadas de pintura serão removidas das fachadas existentes para revelar o concreto em bruto, criando um visual industrial.

2. LEGO House, Dinamarca, por BIG

Arquitetura

Fonte: BIG.

O novo centro de visitantes da LEGO, localizado na cidade de Billund, é projetado para se parecer com uma pilha de tijolos do famoso jogo. O tijolo LEGO básico de dois por quatro foi usado como uma ferramenta de design. O edifício terá todo tipo de espaço, desde salas de exposição até uma cafeteria e uma loja, além de uma série de jardins públicos no telhado.

O objetivo da LEGO House é promover uma experiência imaginativa tanto no exterior quanto no interior. Seus visitantes poderão encontrar muita diversão ativa em seus mais diferentes espaços, ao mesmo tempo em que se envolvem em uma experiência educacional e inspiradora, que é exatamente o que a marcar Lego busca proporcionar com seus brinquedos.

3. King Abdulaziz Center for World Culture, Arábia Saudita, por Snøhetta

Principais projetos de arquitetura 2017

Fonte: Snøhetta.

Considerado um dos maiores projetos do escritório Snøhetta até o momento, o King Abdulaziz Center for World Culture terá 100 mil metros quadrados de instalações culturais, incluindo auditório, cinema, biblioteca, sala de exposições, museu e arquivo. Suas formas bulbosas revestidas de metal chamam muita atenção e se destacam na paisagem.

O museu e as instalações de arquivo conectam a vibrante vida cultural da atualidade ao passado, trazendo à tona características da sociedade a partir da qual o prédio foi concebido. O prédio busca ser marco cultural não só da região, mas global, levando-se em consideração a arquitetura inusitada da construção. 

4. Apple Campus 2, Estado Unidos, por Foster + Partners

Arquitetura 2017

Fonte: Foster + Partners.

Mais de seis anos após o primeiro projeto da Foster + Partners para um novo campus para Apple, o enorme complexo em forma de aro abre suas portas pela primeira vez. O Apple Campus 2 tem instalações e escritórios de pesquisa e desenvolvimento, um centro de fitness, cafeteria e um auditório com mil lugares esperando para promover a criatividade e a colaboração.

O Apple Campus 2 busca ser um espaço integrado com século XXI, ao mesmo tempo em que se mantém rodeado pela natureza. Este novo espaço de desenvolvimento proporcionará um ambiente sereno e seguro para funcionários, colaboradores e visitantes, além de refletir os valores de inovação, facilidade de uso e beleza que a Apple tanto preza.

5. Concrete at Alserkal Avenue, Emirados Árabes Unidos, por OMA

Projeto de arquitetura corporativa

Fonte: OMA.

O escritório OMA revelou seu primeiro projeto em Dubai este ano: um centro cultural que acolherá eventos públicos em larga escala, exposições de arte, apresentações e conferências. Um conjunto armazéns foi transformado, recebendo um novo exterior de concreto. Dentro, quatro paredes móveis de oito metros de altura vão girar e deslizar para permitir diferentes configurações espaciais.

O edifício de visual inusitado será um novo lar para eventos culturais na região, além de buscar incentivar o talento mais criativo das pessoas do entorno através de ideias experimentais e arrojadas utilizadas em sua criação e execução.

6. Chaoyang Park Plaza, China, por MAD

Projetos de arquitetura

Fonte: MAD.

Chaoyang Park Plaza é um complexo de arranha-céus, prédios de escritórios e apartamentos residenciais e espaços públicos concebido para se assemelhar a montanhas, colinas e lagos. Ou seja, uma paisagem tipicamente urbana, mas inspirada nas formas retratadas em pinturas de paisagens chinesas tradicionais. Ao explorar a relação simbiótica entre a arquitetura urbana moderna e o ambiente natural, ela revive a coexistência harmoniosa entre a vida urbana e a natureza.

O projeto já recebeu o certificado Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) do US Green Building Council. O uso do sistema de iluminação natural, construção inteligente e purificação do ar faz com que este projeto se destaque de outros que estão sendo construídos hoje. O ideal da natureza não é apenas incorporado a novas tecnologias, mas também no conceito de planejamento.

7. Cité du Corps Humain (Museum of the Human Body), França, por BIG

Arquitetos

Fonte: BIG.

Além da LEGO House, o escritório BIG também participou do projeto e da execução de um museu em Montpellier que examina o corpo humano do ponto de vista artístico, científico e social. O edifício de 7.800 metros quadrados compreenderá oito espaços de curvos interligados com telhados inclinados em direções alternativas. Alguns serão pavimentados, enquanto outros serão cobertos de plantas.

O novo museu contribuirá para o rico patrimônio científico e cultural local, atraindo não só turistas e famílias, como também acadêmicos, cientistas, admiradores de artes e artistas plásticos, atendendo aos mais variados públicos e mantendo a região sempre movimentada.

8. Seoul Skygarden, Coreia do Sul, por MVRDV

Destaques de 2017

Fonte:  MVRDV.

Desde que o parque elevado da nova linha de Nova Iorque foi aberto em 2009, inspirou dezenas de projetos similares em todo o mundo, como é o caso deste desenvolvido pela MVRDV, que transformará uma estrada elevada em Seul em num belíssimo parque público de 938 metros de comprimento, criando uma nova rota para pedestres que contará com 254 espécies de plantas.

O Seoul Skygarden também funcionará como um viveiro para o cultivo de plantas para os outros espaços verdes bem no coração da cidade, além de receber cafeterias, bibliotecas, floriculturas e estufas bem, transformando-se num espaço público para toda a família.

9. Guardian Art Center, China, por Büro Ole Scheeren

Projeto de arquitetura

Fonte: Büro Ole Scheeren.

Localizado entre a Cidade Proibida de Pequim e o distrito comercial, o Guardian Art Center tornou-se a sede da casa de leilões de arte mais antiga da China, além de possuir galerias, espaços para eventos e um hotel de 120 quartos. O local, praticamente todo dedicado à arte, é bastante impressionante e apresenta uma arquitetura futurista que se destaca na paisagem.

Através da manipulação sutil de escala e forma, bem como da integração de elementos, o projeto cria uma harmonia renovada entre o antigo e o contemporâneo. A monumentalidade do edifício reflete o caráter grandioso da cultura chinesa e, especialmente, de Pequim.

10. Design Society, China, por Fumihiko Maki

Arquitetura

Fonte: Fumihiko Maki.

Desenhado pelo arquiteto japonês vencedor do prêmio Pritzker Fumihiko Maki, o prédio da Design Society da China deverá se tornar a maior construção dedicada ao design chinês, desbancando outros prédios recentemente construídos e atraindo a atenção de profissionais de todo mundo e também do público em geral.

O espaço irá se dedicar a exibir importantes trabalhos do passado, presente e futuro, abrangendo todas as principais disciplinas criativas. Haverá galerias dedicadas a moda, fotografia, mobiliário, ao design de produtos e ao design gráfico, além de um teatro, espaços para performances e uma sala dedicada ao design digital.

Deixe seu Comentário

comentários