Nem sempre é possível para empresa ter enormes jardins. Algumas não podem investir, outras simplesmente não tem espaço disponível. Mas sempre é possível ter um projeto de paisagismo corporativo, por menor que a empresa seja e mesmo que a verba disponível seja pequena.

Paisagismo corporativo

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

Mais do que deixar os espaços mais agradáveis, um projeto de paisagismo corporativo visa melhorar as condições de trabalho. Segundo a psicologia das cores, o verde está associado à saúde e tranquilidade, ajudando a acalmar e aliviar o estresse, que são requisitos que sempre precisamos buscar mesmo com uma rotina de trabalho corrida.

Como as plantas sintetizam o gás carbônico devolvendo ao ambiente oxigênio durante o processo de fotossíntese, elas também contribuem com a limpeza do ar que respiramos. E um ambiente com ar limpo é essencial em locais fechados com grandes concentrações de pessoas, situação comum nas empresas.

O que muita gente não sabe é que, além das plantas deixarem o ar mais limpo, elas também o deixam mais úmido, um detalhe bem importante se levarmos em conta que o uso intenso de ar condicionado é algo bastante comum em ambientes corporativos e que este aparelho deixa o ar bastante seco. Ou seja: ter plantas no escritório também ajuda a prevenir doenças respiratórias.

Segundo uma reportagem da revista Exame, as plantas também conseguem diminuir a quantidade de poeira em suspensão no ar em até 20%, deixando o ambiente ainda mais limpo e confortável. Associando isso a umidade que elas devolvem ao ambiente, temos um local de trabalho muito mais saudável, principalmente para quem apresenta constantes problemas de alergia.

Plantas no escritório

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

Ainda segundo a mesma reportagem, um estudo realizado na Universidade de Surrey, no Reino Unido, conseguiu provas científicas de que ter plantas no ambiente corporativo realmente ajuda na redução do estresse. Os testes realizados conseguiram comprovar que as plantas têm uma influência superpositiva sobre as pessoas, mesmo quando estas estão sobre pressão.

Neste sentido, o paisagismo corporativo também ajuda a gerar um melhor rendimento da equipe, tendo em vista que funcionários e colaboradores mais satisfeitos e saudáveis tendem a trabalhar melhor, mais rápido e com mais criatividade.

Se você gostou de todas essas ideias e deseja implantar um pouco de paisagismo corporativo na sua empresa (ou mesmo no seu home office), confira algumas dicas da Casa 3 Arquitetura:

Escolha plantas que não deem muito trabalho a equipe, especialmente as que não precisam ser regadas ou podadas com frequência.

Plantas na empresa

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

O “pau d’água”, por exemplo, não precisa ficar muito exposto ao sol, é super resistente quanto ao ar condicionado e só precisa ser regado quando a terra estiver seca. Já a zamioculca se desenvolve bem independente da incidência de sol e só precisa ser regada uma vez por semana, enquanto as suculentas necessitam de pouquíssima água e devem ficar protegidas do sol.

Tenha plantas próprias para ambientes internos: há plantas que precisam de muito sol, calor e ar livre para se desenvolver. Mas, a não ser que sua empresa tenha uma ótima área externa, esse tipo de planta não conseguirá sobreviver bem num escritório fechado. Prefira plantas que se desenvolvam mesmo na ausência de luz natural.

A lança-de-São-Jorge, por exemplo, é uma planta ornamental super vistosa que se adapta bem até a ambientes em que o ar condicionado fica ligado constantemente e não precisa de luz direta. Já a licuala, apesar de não exigir muitos cuidados ou precisar ficar exposta à luz do sol, não costuma se adaptar bem ao ar condicionado.

Cuidado com o tamanho: muitas plantas são vendidas ainda pequenas, mas acabam se desenvolvendo com o tempo e ocupando espaços cada vez maiores. Para não precisar se preocupar com isso, escolha plantas já maduras ou que não cresçam muito, principalmente se o escritório for pequeno e não houver possibilidade de realocá-las.

Decoração de escritório

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

Cactos, por exemplo, são muito usados na decoração interna, mas é preciso ter cuidado ao escolhê-los, pois alguns se mantém pequenos, enquanto outros adquirem alturas que podem ultrapassar uma casa. A palmeira chamaedorea é outra que, se não for podada regularmente, pode chegar a dois metros de altura.

Como objetivo de simplificar o trabalho das empresas em escolher as espécies e locais adequados para as plantas, existem empresas especializadas, que fornecem as plantas e a manutenção. De acordo com o serviço escolhido a empresa faz visitas periódicas, mantendo sempre as plantas em boas condições. Optando por escolher um escritório de arquitetura corporativa e uma empresa especializada em locação e manutenção de plantas, o sucesso de seu projeto quanto ao paisagismo corporativo estará garantido.

Deixe seu Comentário

comentários