Imagine um material que ajuda a manter o ambiente sempre confortável, fresco no verão e aquecido no inverno sem que isso altere sua conta de luz. É isso que um grupo de pessoas parece ter conseguido criar no IAAC (Institute for Advanced Architecture of Catalonia). Estudantes espanhóis criam parede térmica que pode substituir o equipamento de ar-condicionado.

Processo parede térmica

Fonte: Intelligent Constructions.

Atualmente, aparelhos de ar-condicionado são os grandes “vilões” quando se trata da conta de energia, principalmente em empresas e escritórios.

Extremamente necessários, os equipamentos de ar-condicionado proporcionam um ambiente confortável e propício ao trabalho além de manter os equipamentos, como computadores e outros tipos de máquinas, funcionando em temperaturas adequadas. Entretanto, em sistemas de ar central com dutos de distribuição do ar, por exemplo, a falta de limpeza facilita o desenvolvimento de fungos e bactérias dentro do sistema, o que pode levar à exposição dos usuários a problemas respiratórios, infecciosos e alergias. Parte dos problemas pode ser combatido com o uso de umidificadores de ar e com a limpeza periódica de dutos e filtros, entretanto não reduzem os gastos com energia elétrica.

Pensando no conforto e no meio ambiente, a ideia dos estudantes espanhóis é simples: uma peça de cerâmica recebe pequenas bolas de hidrogel, que são feitas a base de hidrogênio. Essas bolas acumulam até 400 vezes sua massa em água, tornando-se pequenos reservatórios. Quando chove, elas armazenam a água da chuva, que será o princípio fundamental do funcionamento deste mecanismo.

A água acumulada na placa cerâmica junto ao hidrogel ajuda a manter as temperaturas mais agradáveis dentro do ambiente, tendo em vista que nas épocas frias a água ajuda a reter o calor e nas épocas quentes a água evapora, refrescando o espaço. Tudo isso acontece de forma natural, sem que haja necessidade de se programar qualquer mecanismo ou consumir energia elétrica, fazendo com que empresas e famílias consigam reduzir seus gastos com a conta de energia.

Parede térmica

Fonte: IAAC.

Soma-se a estas vantagens o fato de se minimizar ou até eliminar, em certas condições, o uso do ar-condicionado na empresa, diminuindo-se assim a possibilidade de que colaboradores adoeçam devido a problemas causados pelo próprio equipamento e por sua manutenção deficiente, como alergias respiratórias e oculares. Dessa forma, o aumento na produtividade da empresa impactará diretamente no aumento dos lucros.

Estudantes espanhóis criam parede térmica que pode substituir ar-condicionado

Fonte: IAAC.

A parede térmica, também chamada de hidrocerâmica, tem sua matéria prima acessível e abundante, podendo ser facilmente aplicada a qualquer tipo de construção. Entretanto, a hidrocerâmica ainda não está disponível no mercado, pois necessita de mais alguns estudos e ajustes para ser produzida em escala industrial.

É claro que para que se faça o melhor uso deste elemento inovador, este deverá fazer parte de um projeto de arquitetura sustentável, no qual outras medidas com o mesmo conceito deverão ser implementadas no projeto como brises, fachadas ventiladas, telhados verdes, dentre outras. Seguindo esta premissa, é fundamental que se faça preliminarmente a avaliação geoclimática da região onde a edificação será ou está implementada, fornecendo assim ao arquiteto os dados necessários para a escolha das tecnologias mais condizentes ao projeto.

Por isso, se você está gastando muito com energia elétrica, consulte um escritório de arquitetura para tornar tanto sua casa quanto sua empresa ambientes prazerosos de se estar, funcionais de se usar e extremamente econômicos. Tenha em mente que um projeto de arquitetura personalizado para o seu ambiente pode torná-lo não só mais funcional, como também organizado e energeticamente eficiente.

Deixe seu Comentário

comentários