Muito se debate sobre o que as escolas ensinam e o aprimoramento de suas propostas pedagógicas. Mas, nem sempre a influência do espaço nos estudantes é levada em conta na hora de se falar sobre ensino e as necessidades de mudança. Porém, a arquitetura pode sim influenciar na aprendizagem. Saiba mais sobre arquitetura escolar.

Projeto de Arquitetura

Projeto para o curso de idioma Brasas. Fonte: Casa3 Arquitetura.

Saiba mais sobre arquitetura escolar:

Essa falta de debate sobre a arquitetura das escolas não é algo exclusivo no Brasil. Em todo mundo, existem poucos profissionais pensando sobre o assunto e desenvolvendo projetos deste nicho. Felizmente, um relatório do Royal Institute of Britsh Archtects (Riba) fez um amplo levantamento sobre o assunto e mostrou alguns dados bastante interessantes.

O relatório “Better spaces for learning” (Melhores espaços para aprender) mostrou que, em espaços escolares bem planejados e executados, a qualidade da educação é melhor. Ou seja: a arquitetura escolar pode sim melhorar a aprendizagem, principalmente quando a escola tem uma estrutura que leva em conta não só sua proposta pedagógica, mas também o conforto de alunos e funcionários.

Além disso, o rendimento das equipes de ensino nestes locais mais bem planejados tende a ser melhor. Afinal, os professores têm não só mais prazer em trabalhar em espaços mais bonitos e aconchegantes, como também trabalham mais satisfeitos, uma vez que sabem que o rendimento das turmas será bom. É a arquitetura aumentando a produtividades dos funcionários.

Design de interiores para escolas

Sala de aula de escola dinamarquesa projetada pelos escritórios Henning Larsen Architects e GPP Arkitekter. Fonte: ArchDaily.

Outro dado muito interessante é que, quando a arquitetura da escola é bem planejada, o comportamento dos estudantes melhora bastante, inclusive diminuindo os casos de bullying (algo que está sempre no centro dos debates sobre educação). A redução desses atos agressivos pode ocorrer devido ao ambiente ser melhor projetado, diminuindo o estresse das pessoas que o transitam.

Há quem pense que escolas não precisam de projetos de arquitetura. Basta ter salas repletas de mesas e cadeiras com um quadro na frente. E essa é a estrutura que a maioria das escolas ainda segue, pois é bem mais fácil aproveitar deste formato tradicional do que tentar unir arquitetura, ensino e projeto pedagógico.

Talvez, por isso, não seja difícil ver escolas executando obras de construção e reforma sem o auxílio técnico de uma equipe de arquitetos competentes projetando e acompanhando tudo de perto. Isso acontece muito devido a uma mentalidade de que contratar projetos de arquitetura personalizados é algo caro e desnecessário.

Arquitetura escolar

Escola na França projetada pelo escritório Tekhnê Architectes. Fonte: Tekhnê Architectes.

Mas, é válido lembrar que, atualmente, de acordo com a legislação em vigor no Brasil, nenhuma obra pode ser executada sem ter um arquiteto responsável por ela. E especialmente em um ambiente escolar, em que há uma enorme circulação de pessoas, inclusive crianças, levar em conta esse detalhe é muito importante, pois ele garante a segurança de todos.

Inclusive, existem vários projetos de arquitetura escolar por todo mundo que obtiveram enorme sucesso através de um novo planejamento dos espaços de ensino. Na Dinamarca, por exemplo, há uma escola projetada pelos escritórios Henning Larsen Architects e GPP Arkitekter em que as salas têm um formato bem livre e os espaços de convivência são priorizados.

Na França, o escritório Tekhnê Architectes projetou uma escola que utiliza as cores para estimular os alunos. Além disso, há uma presença maior de áreas de circulação e espaços que incentivam a interação, assim como um ótimo projeto de aproveitamento de luz natural. Tudo isso para que os estudantes aproveitem ainda melhor o espaço das escolas.

Saiba mais sobre arquitetura escolar

Projeto de arquitetura para Escola de idiomas Brasas. Fonte: Casa3 Arquitetura.

O escritório Casa 3 Arquitetura, entendendo a necessidade de aplicação de uma arquitetura escolar mais eficiente e que deixe os alunos mais livres para aprender, projetou várias áreas para o curso de idiomas Brasas, que levam em conta as necessidades dos estudantes nas diferentes etapas de vida. O projeto, cheio de cores, têm algumas áreas de convivência e salas de aula flexíveis.

A arquitetura escolar, quando bem aplicada, pode mudar totalmente a forma como os alunos encaram a escola e a vida acadêmica. Por isso, é fundamental não só entender sua importância, como também começar a aplicá-la o quanto antes nos mais diversos ambientes de ensino.

Deixe seu Comentário

comentários