É comum se observar na hora da montagem de um escritório de pequenas dimensões o próprio dono do negócio “desenhar” a planta, sem a assistência especializada de um arquiteto. Porém, a importância de um projeto de arquitetura para escritórios com pequenas áreas é a mesma da de um para grandes áreas. Em alguns casos até mais importante.

Escritórios pequenos

Fonte: Projeto Casa 3 Arquitetura.

Projetar para um espaço pequeno é extremamente desafiador. Empresas implantadas em pequenas áreas precisam ser bem pensadas, pois necessitam além de um bom ambiente de trabalho, de espaço para receber seus clientes. Tudo isto idealizado, em alguns casos, considerando-se a possibilidade de um crescimento futuro no número de colaboradores.

Um bom projeto de arquitetura tem a capacidade de transformar pequenos ambientes corporativos em áreas bem distribuídas, funcionais e com uma melhor otimização do espaço disponível, tudo isto possibilitando a sinergia de trabalho necessária para sua empresa. A ocupação criativa e funcional de cada canto do escritório irá garantir ambientes bem decorados mantendo a sensação de amplitude necessária à imagem de sua empresa, mesmo em áreas reduzidas.

Como começar um projeto de arquitetura para escritórios em áreas reduzidas

1) Organizar as necessidades para o dia a dia da empresa

Uma melhor otimização e demarcação de espaços específicos para armazenamento de materiais do dia a dia, por exemplo, ou mesmo para cada etapa de trabalho, já é um começo.

Quando se trabalha com uma metragem reduzida, é de fundamental importância priorizar a funcionalidade do espaço durante o desenvolvimento do projeto, utilizando toda a criatividade necessária para se adicionar uma composição estética. De nada adianta se ter um ambiente esteticamente composto sem a praticidade necessária para nele se trabalhar, assim como o inverso também poderá gerar falta de conforto e produtividade. Tudo isso contribuirá para que o rendimento dos funcionários fique abaixo do desejado.

Projetos para pequenas empresas

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

2) Definir o mobiliário ideal

Apesar de nem sempre ser a solução mais sustentável, móveis customizados podem representar uma melhor otimização dos espaços.

Adequar a planta levando em conta as necessidades da empresa, o mobiliário e a área disponível com pequenas dimensões, definitivamente não é um trabalho para amadores. Para se obter uma melhor distribuição e funcionalidade no espaço disponível se faz necessário contar com o conhecimento de um escritório especializado em arquitetura corporativa, pois desta forma os móveis escolhidos não só terão as dimensões adequadas, como também conterão toda a funcionalidade necessária.

3) Que tal usar um pouco de cor

Outro detalhe que nem sempre ganha a importância devida é o uso das cores no espaço. Cores frias ou quentes, que combinem ou não com a logo da empresa, por exemplo, faz parte de definições contidas em um projeto de arquitetura corporativa bem elaborado.

Arquitetos especializados em soluções corporativas são capazes de orientar a seus clientes sobre qual a melhor forma de unir estética e funcionalidade em um projeto, pois dispõe do conhecimento, não só sobre o uso adequado de peças com design, por exemplo, como também sobre a legislação vigente a ser contemplada.

4) Pense positivo: E quando a empresa crescer

A quantidade de estações de trabalho precisa ser muito bem pensada, principalmente para um futuro crescimento da empresa, ocasião em que um eventual aumento da equipe será necessário.

É comum, ao se montar um escritório com pequenas dimensões, sem a orientação de um profissional especializado, comprar móveis e acessórios que, depois de algum tempo em uso, acabem sendo descartados, pois não mais atendem à realidade da empresa.

A importância de um projeto de arquitetura para escritórios com pequenas áreas

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

Com a contratação de um projeto de arquitetura corporativa personalizado, poderá se prever não só um uso imediato para o mobiliário, rede elétrica, cabeamentos e outros equipamentos especificados e utilizados, como também um reaproveitamento futuro, caso seja esta a premissa, sem a necessidade de um novo investimento considerável, representando assim uma boa economia para a empresa.

A arquitetura corporativa existe justamente para auxiliar às empresas no momento de se instalarem em novos espaços ou no momento de se readequarem ao espaço existente, de uma forma eficiente e econômica. Se isso não está acontecendo com a sua empresa, talvez seja o momento certo para procurar um escritório de arquitetura corporativa e contratar um projeto personalizado para assim ajudar na melhora do desempenho de seus negócios.

Deixe seu Comentário

comentários