Muitas empresas têm investido em aproveitar ao máximo a presença da luz natural nos ambientes de trabalho. Gratuita, agradável e eficiente, a importância da iluminação natural na empresa vai muito além de uma diminuição na conta de luz (energia) e no aumento da imagem da sustentabilidade no negócio.

Iluminação natural na empresa

Fonte: Casa3 Arquitetura.

Questões como benefícios financeiros na isenção de tributos, para empresas comprovadamente sustentáveis, são um atrativo a mais na direção desta decisão e, é claro que também é importante para qualquer empresa ter seu nome associado à bandeira da sustentabilidade perante a comunidade, mas ser uma empresa sustentável vai bem além disto.

No quesito saúde, ficar muito tempo em um ambiente sem acesso a nenhum tipo de iluminação natural é o mesmo que não aproveitar a produção gratuita de vitamina D. Segundo especialistas, a substância é essencial para o corpo humano, como no fortalecimento dos ossos, e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações à saúde. Portanto, “tomar entre 15 e 20 minutos de sol por dia pode garantir entre 80 e 90% da síntese de vitamina D”.

Segundo artigo do arquiteto Kevin Van Den Wymelenberg, o uso da luz natural também pode ter impacto sobre a produtividade dos funcionários de uma empresa. Ele conta que há relatos sobre ambientes de trabalho nos quais, iluminados pela luz do dia, o conforto e consequentemente a produtividade dos ocupantes aumentam consideravelmente.

Ainda segundo este artigo, a luz natural também parece deixar as pessoas mais otimistas e satisfeitas com seu trabalho e com o espaço corporativo circundante. Pessoas questionadas sobre a incidência da luz do dia iluminando seus locais de trabalho e a interação com o espaço externo, relatam sua satisfação em trabalhar na empresa e como esperam nunca serem transferidas para outros espaços.

Luz natural no escritório

Fonte: Casa3 Arquitetura.

A luz natural proporciona toda a estimulação mental e visual necessárias para regular os ritmos cardíacos e circulatórios do corpo humano. O sol é um elemento natural regulador, induzindo nosso corpo a identificar que é dia e a ter então suas funções intensificadas, propiciando assim o desenvolvimento das atividades ao longo dos dias.

Já a ausência de luz natural tende a ser identificada pelo corpo humano como um momento propício ao repouso. Tentar forçá-lo a responder a luz artificial prolongadamente pode gerar sintomas de depressão, como mau humor, irritabilidade, perda de interesse nas atividades diárias, letargia, sonolência e até mesmo ganho de peso.

A depressão gerada em consequência da baixa exposição à luz natural é uma doença diagnosticada e chamada de SAD (Seasonal Affective Disorder ou transtorno afetivo sazonal, em português) e tem se tornado cada vez mais comum em países do norte da Europa, em que os dias são menores e as noites são bem longas, fazendo com que as pessoas passem ainda mais tempo expostas a luzes artificiais.

Para evitar problemas como este, ter ambientes corporativos agradáveis e que possuam soluções arquitetônicas aproveitando da melhor forma possível a luz do sol é premissa fundamental a ser empregada em um projeto corporativo, dado que a empresa é a principal prejudicada quando seus colaboradores apresentam problemas com a saúde. Dessa forma, bloquear completamente a entrada de luz solar e impedir a interação com o meio externo, cobrindo completamente as janelas durante todo o dia, pode não ser uma boa opção.

A importância da iluminação natural na empresa

Fonte: Casa3 Arquitetura.

Além disso, quando bem utilizada, a luz natural costuma ser uma aliada ao projeto de arquitetura, realçando as partes atraentes do espaço e deixando aquelas com menos atrativos sem destaque. É possível se fazer isso no momento da concepção de um projeto de arquitetura, utilizando-se a luz do sol de forma inteligente, protegendo os usuários e os equipamentos da ação dos raios ultravioletas, minimizando a incidência dos raios infravermelhos, geradores de aquecimento nos ambientes e, por fim, tornando não só as construções como também os espaços interiores mais interessantes e confortáveis para o uso.

Podemos então concluir que, a elaboração de um projeto de arquitetura customizado, feito por profissionais qualificados e com a expertise no tema iluminação natural, é a garantia da maximização do potencial luminoso da região em prol do bem-estar dos usuários. Questões como o clima, a orientação e a exposição do prédio ao sol, a quantidade de luz e a orientação dos ventos dominantes, dentre outros detalhes, deverão ser estudadas no projeto para se reverter em benefício do projeto o potencial local existente. Questões como estas, se não contempladas ou se mal interpretadas poderão gerar problemas tanto para a gestão do espaço, como incremento no gasto de energia, quanto para a saúde de seus usuários, como doenças causadas pela exposição indevida aos raios UVs.

Com esses dados levantados, se torna possível a elaboração do projeto com a intenção do melhor aproveitamento da iluminação natural, garantindo-se um ambiente bem iluminado, com colaboradores satisfeitos e saudáveis.

Deixe seu Comentário

comentários