O banheiro era o cômodo que menos se dava importância nos projetos de arquitetura. Hoje apesar das metragens reduzidas podemos encontrar projetos bem elaborados e atraentes. Com a enorme variedade de matérias de acabamentos e revestimentos no mercado você pode valorizar seu imóvel e ter o seu banheiro reformado.

Por isso, confira essas 6 dicas para ter sucesso com a reforma do banheiro:

6 dicas para ter sucesso com a reforma do banheiro

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

1. Planeje-se: reforma sem planejamento é uma receita para o fracasso. Toda reforma exige planejamento, por menor que seja o cômodo. Como o banheiro é uma área contendo várias instalações como água, esgoto, elétrica e gás, é importante pensar em tudo nos mínimos detalhes e estipular um orçamento condizente com cada etapa da obra.

Se a reforma for apenas estética, é provável que tudo ocorra com mais facilidade. Para mover pontos de luz, de esgoto e hidráulicos ou mesmo realizar mudanças estruturais, ter um projeto desenvolvido por um arquiteto é importante, pois este profissional poderá indicar quais mudanças podem ser feitas para tornar o banheiro mais agradável e funcional.

2. Compre o material com antecedência: com o projeto em mãos, veja quais materiais foram especificados pelo arquiteto e faça uma pesquisa de preços antes de contratar a mão de obra. Isso lhe dará tempo de realizar uma comparação de preços mais detalhada e encontrar as melhores ofertas.

Reforma de banheiro

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

Também é importante comprar o material antes de contratar a equipe que irá executar o projeto, pois há situações em que o prazo de entrega é longo e também podem ocorrer atrasos. É melhor contratar os profissionais que irão executar a obra depois de já ter recebido pelo menos uma parte do material para evitar atrasos na conclusão do projeto.

3. Contrate mão de obra qualificada: reforma é coisa séria e pode alterar com a estrutura da casa. Por isso, busque profissionais qualificados, de preferência subordinados a empresas qualificadas, com boas referências e, não se esqueça nunca; faça um contrato. Seu arquiteto certamente pode indicar empresas e /ou profissionais para trabalhar na sua obra.

Uma reforma com problemas na execução acaba gerando ainda mais gastos. Boa parte pode acabar tendo que ser refeita, o que não só causa retrabalho, mas gera estresse e estoura o orçamento. Por isso, além de bons materiais, é importante contar com mão de obra qualificada e confiável.

Arquitetura residencial

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

4. Lembre-se dos detalhes: muitas vezes, quando vamos reformar o banheiro, pensamos só nos acabamentos que queremos colocar, assim como as louças e equipamentos (pia, vaso, banheira, etc.). Porém, este cômodo precisa de muitos outros itens, como encanamentos, ralos, válvulas, registros, dentre outros. Além disso, os metais também não podem ser esquecidos.

Ter um projeto de arquitetura personalizado para a reforma do banheiro ajuda no momento da escolha e das compras, pois praticamente tudo o que será utilizado na obra já vem especificado. Isso também previne equívocos como a compra de peças inadequadas ao novo design idealizado para o banheiro.

5. Tenha móveis para banheiro: o banheiro é considerado uma área molhada o que não só exige acabamentos especiais, como também móveis diferenciados e de qualidade. Móveis produzidos especialmente para banheiros recebem tratamentos resistentes à umidade, o que prolonga sua vida útil.

Banheiro

Fonte: Casa 3 Arquitetura.

Eles podem até tem um custo maior, mas certamente vão durar mais (provavelmente até uma próxima reforma). Além disso, os móveis especialmente projetados para banheiro tornam o local mais funcional, proporcionando espaços para armazenamento de itens necessários ao ambiente.

6. Respeite o orçamento: mesmo que você tenha reservas de sobra para a reforma do banheiro, é importante estipular um orçamento total. É fácil acabar gastando mais do que se tem durante uma reforma e isso pode se tornar um problema. Faça uma pesquisa de preços, some tudo e veja se a conta fecha para evitar gastos além do orçamento. Para se ter uma ideia mais assertiva, contate uma empresa capacitada para o trabalho e solicite um orçamente detalhado.

Se o valor disponível não cobre todos os gastos esperados, talvez seja melhor adiar um pouco a reforma e juntar o capital necessário. Vale lembrar que contratempos acontecem em obras, portanto se faz importante ter um fundo de reserva para gastos inesperados.

Não se esqueça de ter sempre um profissional qualificado responsável pela sua obra e a responsabilidade técnica devidamente documentada.

Deixe seu Comentário

comentários